O que fazer na Itália? Parte 2

Essa é a segunda parte do post sobre minha viagem an Itália e dicas sobre o que fazer no país, veja a primeira parte aqui.

Padova

Cheguei a Padova a noite e comi uma ótima pizza, as fora do centro da cidade. No centro da cidade há diversos restaurantes que parecem muito bons e cafés.

Padova é uma cidade que respira e vive em torno da universidade de Padova, porém no verão em época de férias a cidade estava bem tranquila e vazia.

As ruas de Padova

Como chegamos na cidade a noite e descobrimos que nosso AirBnb era muito barato, porque não tinha Wi-fi, não fui eu que reservei, então nem me culpe.

E fica uma dica importante de viagem a dica, confira tudo na reserva quando ela for feita por outras pessoas.

O jeito foi ir beber cerveja em um Pub Irlandês (sim, super random).

E fomos convidados a nos retirar uma hora depois já que o Pub estava vazio, época de férias a cidade realmente fica vazia.

Padova respira cultura e religião como todas as cidades italianas e aproveitamos nosso dia na cidade para:

Fazer o Tour pela Universidade de Padova, o que é muito interessante já que ela é uma das universidades mais antigas do mundo.

Ela foi fundada em 1922 e grandes nomes da história já passaram por lá como Galileo Galilei, Nicolau Copérnico e Cristovão Colombo.

O segundo ponto foi a loja da Vodafone, não pera, isso oi pra resolver problema com o celular.

Basílica de Santo Antônio que é muita bonita, mas a esse ponto eu já estava meio entediado com a quantidade de igrejas que eu visitei na Europa. Nela não são permitidos regatas e shorts acima do joelho, porém eles emprestam uma bata de plástico bem estranha.

A praça da cidade conhecida como Prato dela Valle que é um lugar pra relaxar olhando a fonte e os locais passearem.

A famosa praça

Outros pontos da cidade são a Capela Scrovegni, o Orto de Padova, a Praça da Fruta e a igreja do Eremitani.

Verona

Verona é também uma cidade histórica da Itália, de porte médio e recebe uma grande quantidade de turistas.

E como chegamos lá durante a noite, fomos visitar o centro da cidade a noite e os bares de lá.

E foi aqui que eu descobri que a bebida mais barata é Apperol spritz.

E logo depois (ou horas depois) perdi a conta do número de Apperol Spritz, o garçom também perdeu a conta, ele estava mais bêbado que eu.

E a noite de Verona é bem interessante com diversos bares. Principalmente na Praça do Erbe (Piazza dele Erbe) e na Praça Bra (Piazza Bra)

Durante o dia foi a hora de visitar os principais pontos de Verona:

A casa da Julieta, o ponto mais disputado da cidade com certeza e com uma estátua que dá sorte as pessoas, afinal a pessoa merece depois de encarar a fila.

Verona conta com seu coliseu que teve um show na noite anterior, ou seja, a visita pelo lado cultural e histórico acabou sendo prejudicada pelo equipamento.

Depois fomos a Igreja de San Fermo que tem algumas pinturas e esculturas internas muito bonitas e logo após a igreja tem uma ótima vista da Ponte Navi.

O quarto ponto do dia foi a Ponte Pietra, um dos cartões postais da cidade.

E finalizamos no incrível Castelo Del Vecchio que também é um museu de arte, um prato cheio pra quem gosta de cultura.

 

Verona conta com uma grande diversidade de restaurantes, tem até um restaurante brasileiro, caríssimo, mas aprovei pra provar o nhoque na cidade.

Mentira, eu finalizei com mais um gelato.

Roma

E meu último destino foi o melhor, Roma.

Eu sou apaixonado por filmes e muito tempo atrás eu assisti ao filme Gladiador, e desde então eu sempre quis conhecer o Coliseu de Roma.

A cidade tem muita história e diversão.

O coliseu é muito lindo e fiquei até um pouco emocionado de chegar lá.

O coliseu, sonho realizado.

A fila do coliseu pra comprar o ticket na hora é enorme, porém é possível comprar o ticket na fila do fórum romano do outra lado da rua.

O fórum romano é menos famoso, porém o ingresso garante a entrada em ambos.

As ruínas do fórum romano são tão impressionantes quanto o próprio Coliseu, não cometa o erro de deixar de ir ao fórum romano.

Muita gente faz isso.

Em termos de monumentos Roma tem alguns dos mais lindos.

O Altar da Pátria é simplesmente impressionante! Vale uma foto.

A fonte de Trevi é realmente linda, porém é o lugar mais lotado, difícil conseguir espaço pra ver a fonte ou tirar uma foto. O que é meio chato.

Além disso, é possível visitar o vaticano, eu não sou religioso, mas fui conferir a Praça de São Pedro e a Basilica de São Pedro que são gratuitos.

Só não paguei a taxa pra ir à capela sistina. A fila da Basílica é grande, mas tem uma ótima velocidade, o problema é ficar no sol em pleno verão.

A Basílica de São Pedro
Dentro da Basilica de São Pedro no Vaticano

Mais um motivo pra ir tomar gelato. E comer Pizza. E comer lasanha. E por aí vai…

Outros locais que você pode ir são os degraus espanhóis, o castelo de Santo Angelo e é claro, o Pantheon.

Outra coisa muito boa sobre Roma são as noites, bastante rock, música eletrônica, pop internacional e gente de todo mundo.

O que faltou

Piza onde está localizada a torre, fica pra uma próxima vez.

Nápoles, região famosa pela culinária, queria muito uma pizza napolitana por lá.

Sardenha, ir a ilha e curtir uma praia é uma opção interessante pro verão, vai ficar para uma próxima.

Tem alguma dica de lugar pra visitar na Itália? Deixe nos comentários!

Sobre Nilo Luz

Freelancer na área de marketing digital e apaixonado por viajar pelo Brasil e pelo mundo. Entusiasta em nomadismo digital, já morei na Austrália e conheci um canguru, já dei banho nos elefantes resgatados de maus tratos na Taiândia, comi massa e pizza na Itália e bebi vinho do porto em Portugal entre outras coisas durante minhas viagens, mas a mais importante é conhecer um pouco da cultura de cada local e outros viajantes, e aprender no processo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *