Home » Europa » Espanha » O que fazer em Madrid? Meu relato de viagem na capital da Espanha
Porta de Alcalá
Porta de Alcalá

O que fazer em Madrid? Meu relato de viagem na capital da Espanha

Madrid foi um dos destinos que eu mais gostei na Europa quando eu fiz meu mochilão pelo continente Europeu e a cidade tem várias coisas legais pra fazer.

O mais engraçado é que enquanto estava planejando minha viagem, Madrid foi meu destino de checklist, estava no meio do caminho entre Portugal e Barcelona e aí eu pensei por que não?

Uma cidade a mais.

Tem gente que deve estar achando que sou louco por não conhecer as qualidades da capital espanhola, porém eu conheci várias pessoas que já viajaram pra Espanha e….

…sempre ouvi como Barcelona é maravilhoso.

Ninguém nunca me falou nada de Madrid.

E no fim eu me surpreendi e vou te contar os motivos que deixaram Madrid lá em cima no meu ranking de cidades que eu quero voltar.

Nilo e Bia em Madrid

Primeiras impressões da capital da Espanha

Eu cheguei em Madrid em uma manhã e fui direto pro hostel onde ia encontrar minha amiga Bia que já estava por lá.

E as primeiras impressões de Madrid são aquelas de cidade grande:

Um amplo sistema de transporte

Bastante gente, são mais de 6 milhões de pessoas, fora os turistas

Muito comércio e na parte da manhã, os cafés se destacam.

Porém, até aí Madrid parecia apenas a cidade de checklist que estava nos meus planos.

Ruas de Madrid
Ruas de Madrid

O início da mudança no Parque do Retiro

Aquele meu primeiro dia em Madrid prometia não ser dos mais fáceis,

Tinha chegado na cidade após passar uma noite muito mal dormida no ônibus noturno de Portugal e o verão espanhol mandando um sol de mais de 37 graus.

E aí eu já comecei a pensar na praia de Barcelona e que talvez fosse embora mais cedo.

Porém, as coisas mudaram, eu adoro parques como um bom paulista e Parque Del Retiro é daqueles que você chega e não dá vontade de ir embora.

O parque é enorme e conta com um lindo lago onde o pessoal fica andando de pedalinho.

Parque do Retiro
Parque do Retiro

Além disso, é um ótimo espaço verde e cheio de árvores. E sabe por que isso é bom?

Porque árvores criam sombras super úteis para se proteger do sol.

E aí nesse momento que eu comecei a perceber o quão grande o parque era, a diversidade de plantas e árvores, e principalmente a pouca quantidade de pessoas.

Parecia que eu estava em outro cidade.

Após uma hora deitado na grama eu estava com minhas energias renovadas

Super recomendo o parque pra quem quer fugir dos sentimentos de uma cidade grande e quer uma vista linda.

Viciado em Cultura

E eu não sei você, mas eu adoro passeios culturais e históricos, entender os lugares que estou e a história pro traz de tudo.

Além de arte, afinal tive vários semestres de história da arte entre curso técnico e faculdade.

Museu do Prado

E na época em que fui, o Museu do Prado tinha entrada gratuita após as 18 horas.

Ao passar em frente ao museu às cinco e meia vi uma fila enorme pra entrada gratuita e pensei, acho que não via rolar.

Aí fui fazer um lanchinho no 100 Montaditos, um fast food super barato e gostoso com ótimo chopp à um preço camarada pensando em desistir da visita e voltar no dia seguinte.

Ao caminhar de volta para o Museu vi que todo mundo já tinha entrada às seis e meia, dia de sorte.

Para quem é chegado em arte, eu recomendo fortemente o Museu do Prado, se você não gosta muito de arte e museus talvez possa deixar passar.

Eu não deixaria.

Entrada lateral do Museu do Prado
Entrada lateral do Museu do Prado

Palácio Real de Madrid

Outro ponto cultura é o palácio Real de Madrid onde é possível visitar as instalações utilizadas pela família real que contem com itens históricos e o tour é muito interessante.

Enquanto eu estava lá apareceu um turista que não viu a proibição pra tirar fotos e acabou sendo chamado a atenção pela segurança do Palácio real.

O turista, era eu!

Interior do Palácio real
Interior do Palácio real
Palácio real
Palácio real

A cidade

Há diversos pontos históricos na cidade que você pode ver enquanto caminha pelo centro como a Praça Maior, a Porta do Sol, a Gran Via (rua chique e famosa da cidade), Palácio de Cristal, Museu Sofia, Jardim botânico de Madrid, o estádio Santiago Bernabeu (casa do Real Madrid com o museu do clube) e a Praça de Toros.

Na minha próxima vez eu irei ao Museu Sofia com certeza e ao estádio Santiago Bernabeu.

Ou seja, passeios culturais não faltam.

Porta de Alcalá
Porta de Alcalá

Frustração na hora de comer

Apesar de muitas das refeições terem sido no hostel, afinal o Euro estava caro e algumas idas ao 100 Montaditos eu queria provar o principal prato espanhol. A Paella.

Depois de ver o cardápio de uns 10 restaurantes na rua próxima do Palácio Real, eu acabei escolhendo um dos mais baratos, um erro fatal. A Paella não estava boa.

Ao conversar com guia espanhol ele me explicou que Paellas com preços menores são normalmente feitas e congeladas e depois requentadas.

As mais caras são feitas na hora tendo um sabor muito diferente e melhor. Lição aprendida. E recomendação feita pra você.

E se você não curte frutos do mar? Pode ficar tranquilo.

Os restaurantes em Madrid contam também com diversas opções de Massas e Carnes, além dos fast foods mais conhecidos.

Logo, você vai encontrar a opção perfeita pra você.

Centro de Madrid
Centro de Madrid

Curtindo a vida adoidado

Com parques aconchegantes, arquitetura que faz a cidade ser linda e bastante cultura me fizeram aproveitar a viagem. Mas ainda faltava um pontapé pra Madrid ser lançada pra cima no meu ranking.

E aí eu fui conhecer um pouco da noite de Madrid indo ao Pub Crawl, conhecer 3 ou 4 bares e clubes na mesma noite agiliza todo o processo

E a noite o bicho pega em Madrid, os espanhóis são bastante animados e os turista na cidade não ficam atrás, na verdade são ainda mais animados.

Afinal todo mundo que tá de férias está mais animado.

Uma mistura de música latina e pop/eletrônica foi o que mais encontrei nos bares do Pub Crawl, cerveja e drinks de boa qualidade e com preço justo.

Algumas pessoas na noite acabaram passando dos limites e dando PT ou sendo expulsos pro atividades estranhas nos banheiros.

O que pra mim rendeu algumas risadas.

Também existem bares a baladas de outros estilos em Madrid, porém a predominância é de música POP internacional.

E a mistura de tudo isso fez com que minha experiência fosse 100 vezes superior às expectativas que tinha pra cidade de Madrid.

Tem algum amigo ou amiga que quer conhecer em Madrid, compartilhe o post com eles.

Já visitou Madrid? Deixe o seu local preferido nos comentários!

 

Sobre Nilo Luz

Freelancer na área de marketing digital e apaixonado por viajar pelo Brasil e pelo mundo. Entusiasta em nomadismo digital, já morei na Austrália e conheci um canguru, já dei banho nos elefantes resgatados de maus tratos na Taiândia, comi massa e pizza na Itália e bebi vinho do porto em Portugal entre outras coisas durante minhas viagens, mas a mais importante é conhecer um pouco da cultura de cada local e outros viajantes, e aprender no processo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *