Home » Dicas » Viajar – do verbo sentir

Viajar – do verbo sentir

11071540_10206002734728792_3158087191754629417_nViajar. Verbo bonito, de dar água na boca.

Viajar, sinônimo de desprendimento, superação, tentativas, solidão, felicidade, aprendizado. Quantas emoções cabem no verbo viajar? Quantas pulsações o coração dá? Viajar é aprender a dizer adeus, dizer para aquela noite maravilhosa que não vai voltar, para aquela pessoa que conheceu e não vai mais ver, para aquele lugar que pode nunca mais voltar, para aquela sensação de estar.

Viajar é aprender a aprender, aprender a não ter medo de dizer não sei, aprender a abraçar o diferente, aprender a mudar de perspectiva. Viajar é ter medo e felicidade ao mesmo tempo, medo de estar imerso no desconhecido, felicidade desse desconhecido.

Viajar é aprender que você é mais um, e todos somos iguais, mas diferentes. Mas viajar é também aprender a ensinar. Ensinar o que você tem a oferecer, ensinar que o mundo é diferente de onde você vem. Porque todo mundo tem o que ensinar, e também a aprender.

Viajar é imaginar o quanto você andou para chegar até ali e ficar orgulhoso. Viajar é sentir na pele como é ser minoria, e a respeitá-las. Viajar é testar: comidas, lugares, pessoas, momentos, bebidas, medos, possibilidades. Viajar é aprender a voar. Viajar é estar, em algum lugar.10388587_10206012474292275_2306252637336414838_n

Você pode até me dizer: viajar eu quero, só não tenho tempo, dinheiro, com quem ir,  disposição, para onde ir. A lista segue. Mas cá para nós, todos sabemos que é só uma questão de prioridade. “Ahh mas vai levar dez anos pra eu juntar grana para a viagem que eu quero”. Perfeito! Você já sabe para onde ir, o que você quer fazer, quanto tempo quer ficar e quanto tempo precisa para se organizar. Pronto! Vamos começar a meta agora! Eu te ajudo, prometo. Me liga, me manda mensagem. Se sentir que você está perdendo o foco da meta, dá um grito, a gente trabalha junto para colocar tudo nos trilhos de novo. Você tem que seguir todos os dias prazos e metas na sua vida profissional, não vai doer tanto assim na pessoal, vai? E, se doer, lembre-se das recompensas no final. Por favor, não procure barreiras, procure caminhos.

Viaje. Viaje de carro, a pé, de trem, de carona, de avião, de busão, viaje. Viaje da cama pra cozinha, pra cidade vizinha. Viaje com três, com cinco, com ela, com ele, viaje só.

Agora feche o olho e abra o peito, viaje.

10659353_10205997094027778_2807041612832903226_n

 

Sobre Joao Aleixo

Joao Aleixo tem 25 anos. Engenheiro de Software nas horas comerciais, sonhador e sentimental pernambucano nas horas livres. Viajar é como uma necessidade fisiológica. Para ele, ver um peixe num aquário ou um pássaro numa gaiola causa pânico e falta de ar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *