Home » Dicas » Vale a pena fazer um intercâmbio? 8 Razões para fazer um intercâmbio!

Vale a pena fazer um intercâmbio? 8 Razões para fazer um intercâmbio!

Eu sempre sonhei em fazer um intercâmbio, desde que eu tinha meus 14/15 anos, porém o custo de um intercâmbio é altíssimo e eu sempre me perguntava, será que vale mesmo a pena fazer um intercâmbio?

Hoje com quase 30 anos de idade e tendo realizado meu sonho em 2016 eu tenho a resposta, e a minha resposta é simples e direta, vale muito a pena!

Eu listei 8 razões para fazer um intercâmbio e também vou responder na medida do possível outras perguntas e objeções que eu sempre escuto como:

8 Razões para fazer um intercâmbio

1-Aprender uma nova língua

Essa é a principal razão para a maioria das pessoas fazer um intercâmbio. Aprender um idioma facilita que você viaje mais e pode te ajudar a à arrumar um trabalho melhor.

O estudo intensivo de uma língua, muitas vezes 4/5 vezes por semana em um país estrangeiro faz uma incrível diferença.

Além disso, você está imerso naquela língua, nas ruas, lojas, mercados, bares e tem que se virar e usar os conhecimentos que você nem sabia que tinha para se fazer entender.

Não há nada igual para destravar aquela chave na sua cabeça que te impede de falar aquela língua que você tem estudado.

Um outro ponto é que na escola os colegas serão estrangeiros e para fazer amizades você vai ter que falar inglês e falar dos mais variados assuntos.

Fazer um intercâmbio leva o seu conhecimento pra outro nível!

Foto com os colegas de classe

2-Vivência internacional

Uma outra coisa, é a vivência internacional, empregos em multinacionais que estão em constante contato com exterior dão muito valor a candidatos que saibam lidar com pessoas de diferentes culturas.

E isso é algo que ocorre no intercâmbio,  eu lidei com pessoas na escola, ou no trabalho de todos os continentes, fora países e religiões que eu nem sabia que existia.

Logo a experiência internacional te torna mais aberto para lidar com novas culturas e sair dos padrões de sua própria cultura, facilitando trabalhar com pessoas de outros países e entendê-los.

3-Trabalhar ou estagiar fora do país

Falando em trabalho, você pode arrumar um emprego ou estágio na sua área em outro país.

Eu acredito que esse tipo de experiência abre muitas portas internacionais.

Pra mim, o fato de trabalhar em uma empresa em outro país mudou e muito minha exposição profissional, já fui procurado no LinkedIn por headhunters de diversos países para conversas.

Logo, experiências profissionais no exterior são um grande diferencial, uma vez não é tão comum encontrar profissionais que trabalharam em suas áreas no exterior.

Ou seja, vale tentar arrumar algo enquanto estiver fazendo um intercâmbio!

4-Crescer como pessoa e aprender a se cuidar

Entrando mais nas experiências pessoais, fazer um intercâmbio ajuda as pessoas aprenderem a se cuidar de verdade, saindo das asas dos pais.

Saber como lidar e gerencia o dinheiro.

Para quem faz um intercâmbio ainda jovem vai ter que se virar e lavar roupa, cozinhar, limpar a casa e por aí vai.

Conheci gente que não sabia nem fazer arroz e vivia de miojo quando chegou em outro país, não seja uma dessas pessoas e cresça!

Muita gente pode torcer o nariz, porém morar sozinho é isso, é assumir responsabilidades. E garanto que muita gente acaba dando mais valor aos pais depois dessa experiência.

5-Conhecer novas culturas

Eu já falei da vivência em saber lidar com culturas diferentes no item vivência internacional.

Porém, por que ficar só no conhecimento superficial, com amigos de diversas nacionalidades você pode descobrir muito sobre o mundo em um só lugar.

Conhecer as comidas tradicionais, os costumes, os filmes, o idioma, a estrutura familiar e mudar aquela visão e preconceito que formamos apenas por o que vemos mídia e estereótipos.

6-Fazer amigos de outros países

Além disso, você fará amigos de diversos países que também são estudantes internacionais.

É super legal viajar para algum país e reencontrar aqueles amigos que você fez no intercâmbio.

E muitas vezes você acaba descolando uma hospedagem de graça no sofá de alguém!

7-Entender como outras sociedades funcionam

É possível ter um melhor entendimento do mundo quando você se depara com sociedades melhores e piores e tê dá mais embasamento na hora de opinar sobre os problemas do próprio país.

Além disso, você pode melhorar o seu próprio comportamento e ter ideias novas, até mesmo de um negócio ao olhar o que está acontecendo naquela sociedade.

8-Saber enfrentar adversidades

Esse talvez seja a razão mais contundente e que vá fazer mais diferença na vida de muitas pessoas.

Em seu país, você tem sua família e melhores amigos para te ajudar em diversos momentos.

Porém, os perrengues em um outro país occorem em maior número e sem ninguém por perto, alé mde serem totalmente diferentes. Uma simples ligação pode virar o seu pior pesadelo, e não tem escapatória, você vai ter que se virar.

E aprender a se virar é uma lição de vida das mais importantes.

Viajando durante o intercâmbio

Com que idade fazer um intercâmbio?

Aos 18 /20

Para quem tem em torno de 18 anos é uma idade ótima para fazer um intercâmbio, aprender a se cuidar, se virar e amadurecer. Se você tem uma família com condições de te bancar, você nem devia estar lendo esse post!

Para quem não tem condições, o jeito é tentar trabalho voluntário, eu falo um pouco mais sobre isso no fim do post.

Depois de adulto

Para quem já tem uma carreira consolidada entre seus 20 e poucos e trinta e poucos anos também é válido e uma experiência incrível.

Muita gente se questiona sobre largar o emprego e tudo mais, porém se você é um bom profissional eu acredito que você vá conseguir um emprego ainda melhor depois do intercâmbio.

Porém, há a opção de fazer algo mais curto nas férias ou com licença não remunerada.

E se você se acha velho, eu conheci senhores de mais de 60 anos fazendo intercâmbio! Ou seja, a idade não é um problema.

Quanto tempo de intercambio?

O tempo vai depender muito de seu objetivo, investimento e situação.

Um mês ou menos

Esse é o ideal para quem não quer largar o emprego e quer usar as férias para isso.

Se o seu objetivo é melhorar seu nível de um idioma, isso pode acontecer em um mês, porém se você já tem conhecimento avançado você conseguirá resultados mais satisfatórios.

Fazer um intercâmbio para aprender o básico não é tão bom porque vai limitar suas interações com outras pessoas e sua imersão.

Você vai gastar muito tempo se adaptando a coisas básicas como mercado, metrô, ônibus e esse um mês não vai ser o suficiente para um salto tão grande.

Agora se você estudar e chegar a um nível intermediário, um mês é suficiente para levá-lo ao nível avançado.

Outro problema do intercâmbio de um mês é que não vai sobrar tanto tempo para conhecer a cidade e país em que você está. E viajar é tudo de bom.

3 a 6 meses

Esse é um tempo melhor para estudar e conhecer o lugar que você está indo assim como fazer amigos e entender a cultura local.

Para quem não pode largar o trabalho, uma licença não remunerada de três meses pode ser a solução.

1 ano ou mais

Esse é o tempo suficiente para você conseguir aumentar seu conhecimento independente do seu nível inicial.

Além de viajar, fazer muitos amigos e passar por muitos perrengues. Porém, o investimento para isso é bem alto.

Uma dica é fazer um intercâmbio de 6 meses inicialmente e depois decidir se quer e se é possível ficar mais para renovar o seu visto de estudante.

Foi isso que fiz, fechei um intercâmbio de 5 meses e renovei para mais 13 posteriormente. No meu caso, trabalhar no país me permitiu ter dinheiro suficiente para renovar o visto e ficar mais tempo.

Quanto custa um intercâmbio?

É muito difícil falar o preço total de um intercâmbio, são muitas variáveis, porém posso te ajudar a estimar os custos.

Decida um destino para o seu intercâmbio. Como exemplo, usarei a Austrália pra te mostrar o processo que eu fiz para estimar o meu.

Preço da passagem, pesquisa no skyscanner o preço da passagem para aquela cidade ou país que decidiu.

Para Sydney em maio, um passagem ida e volta custa 3.600 reais.

Visto, pesquise o preço do visto de estudante para o país.  O visto de estudante para Austrália custa 575 dólares australiano, ou seja, algo em torno de 2.000 reais.

Preço do curso, nesse caso o ideal é fazer um orçamento com uma escola de intercâmbio para conseguir algum desconto ou promoção.

Mas pro xemplo, um curso de inglês em Sydney custa 1.470 dólares australianos para um mês, algo em torno de 4,000 reais.

Gastos do dia a dia, use o site budget your trip pra ter uma ideia de custos como alimentação e transporte na cidade. Algo em torno de 60 reais por dia. Em um mês, 1.800 reais.

Seguro saúde, pesquise o preço de um seguro saúde para aquela região e o período de intercâmbio que você quer. Você pode pesquisar o preço entre diversos seguros diferentes.

Algo em torno de 1.000 reais para um mês.

Hospedagem, pesquisa por shared house + nome da cidade para achar o site de anúncios de vagas em republicas no Google. Consegui achar um quarto por 250 dólares australianos por semana, em um mês o custo seria de 2.600 reais.

Somando tudo isso, você tem uma ideia de preço pro seu intercâmbio.

Na pesquisa que eu fiz cheguei agora cheguei ao valor aproximado de 15.000 reais para um intercâmbio de um mês, porém com uma agência intercâmbio é possível conseguir algum desconto.

Trabalhar durante o intercâmbio?

Foto na empresa na Austrália

Muita gente fica em dúvida se deve focar apenas nos estudos ou trabalhar durante o intercâmbio e relaxar nos estudos.

Acho que isso depende muito do seu objetivo, se você precisa chegar em um determinado nível de um idioma, foque nos estudos até alcançar esse nível e tente trabalhar depois.

Se o seu objetivo não é algo tão fechado tente trabalhar, isso vai ajudá-lo a amortizar os custos do intercâmbio e te ajudar a aprender a linguagem do dia a dia.

Outros tipos de intercâmbio

Trabalho voluntário é um tipo de intercâmbio feito por ONGs em que você trabalha em troca de refeição e hospedagem.

Você vai trabalhar invés de estudar, porém os custos são incrivelmente menores já que você não precisa pagar uma escola. Você pdoe se cadastrar na AISEC pro exemplo para saber mais.

Working Holiday Visas são vistos que permitem que você trabalhe em um país por tempo determinado, o brasil conta com essa opção para países como Nova Zelândia e França.

A Bia escreveu um post sobre como tirar um Working Holiday Visa na Nova Zelândia.

Além disso, para quem quer seguir uma carreira acadêmica é possível conseguir uma bolsa de estudos para mestrado em outros países. Porém, além de ser um aluno de alto nível é importante ter conhecimento bem avançado em uma língua estrangeira.

Minha opinião é que sempre vale a pena fazer um intercâmbio e isso ajuda qualquer uma a evoluir como pessoa e também na vida profissional.

Já fez um intercâmbio? Conta pra gente a sua experiência nos comentários!

Tem alguma dúvida sobre intercâmbio, deixe sua pergunta nos comentários!

Sobre Nilo Luz

Freelancer na área de marketing digital e apaixonado por viajar pelo Brasil e pelo mundo. Entusiasta em nomadismo digital, já morei na Austrália e conheci um canguru, já dei banho nos elefantes resgatados de maus tratos na Taiândia, comi massa e pizza na Itália e bebi vinho do porto em Portugal entre outras coisas durante minhas viagens, mas a mais importante é conhecer um pouco da cultura de cada local e outros viajantes, e aprender no processo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *