Home » América do Sul » Brasil » Curitiba: o que fazer e onde ficar
Jardim Botânico - cartão postal de Curitiba

Curitiba: o que fazer e onde ficar

VISTA DE CURITIBA FOTO NANI GOIS DATA 16.03.2005Moderna, imponente e muito organizada: Curitiba encanta logo no primeiro instante da visita. Mesmo que tenha a fama de não ser muito hospitaleira, é preciso que o viajante dê um pouco de crédito e tenha paciência para se encantar com a sua gente. A cidade é uma das capitais mais modernas no Brasil e sempre foi muito bem conceituada, até por visitantes estrangeiros. Além de suas belezas e atrações turísticas, Curitiba também se tornou um centro de negócios bastante importante.

O que fazer em Curitiba

Shoppings, centros comerciais, parques, uma infinidade de bares, restaurantes, pizzarias, cervejarias e muitos outros serviços atraem os visitantes que querem aproveitar a cidade de noite ou de dia. O sistema hoteleiro é completo e eficiente, distribuído por toda a cidade, com hotéis, pousadas e albergues para todos os bolsos.

MENDONÇAMuseu é o que não falta em Curitiba. Não deixe de conferir o Museu do Automóvel, o Museu do Expedicionário e o Museu Paranaense. Já o Museu do Olho, o mais bonito e impressionante de Curitiba, foi projetado por Niemeyer, e abre de terça a domingo.

A cidade ainda possui diversos parques e jardins, como o Parque Tanguá (visite ao pôr do sol), o Parque Birigui (perfeito para caminhar e andar de bicicleta), o Bosque do Alemão (com seus concertos musicais, mirante, trilhas ecológicas e biblioteca infantil) e o lindíssimo Jardim Botânico – possui uma estufa de vidro que é inspirada nos antigos salões de cristal ingleses – está aberto todos os dias e possui mais de 400 mil espécies catalogadas. Não há como ir a Curitiba e não tirar uma foto no Jardim Botânico. curi6Todos esses parques têm entrada gratuita e contam com uma ótima estrutura para que você entre lá e esqueça da vida. O Teatro Ópera de Arame, próximo ao Parque das Pedreiras Paulo Leminski, recebe o ano todo atrações nacionais e internacionais – Curitiba é rota dos grandes shows e espetáculos.

Para fazer compras e se deliciar com a culinária dos diversos imigrantes que se instalaram na região (russos, alemães, poloneses, italianos, coreanos, japoneses, etc.), uma boa opção é visitar o bairro Santa Felicidade – há todos os tipos de restaurantes, mas os preços ali já são mais altos. Para fugir dos preços para turistas, confira o site http://www.curitibahonesta.com.br/

Quer saber mais? Visite o post 7 Pontos Turísticos em Curitiba!

O que fazer em Curitiba

Cultura por todas as partes

czestochowaAos domingos, acontece a Feirinha do Largo da Ordem, com diversas atrações culturais e ótimos preços. Além disso, é importante dizer que Curitiba respira arte e atrativos culturais: todos os anos, acontece o Festival de Teatro (o mais importante do Brasil, sempre em março), a Oficina de Música (durante o mês de janeiro) em teatros, parques, praças e shoppings, com concertos de música erudita e MPB, além de diversos cursos, a Virada Cultural (acontece em novembro, com 24 horas de atrações e diversão) e muito mais. Há ainda diversos bares temáticos ou com atrações especiais – você pode conferir outras informações no site da Prefeitura de Curitiba.

Como chegar em Curitiba

Se for de ônibus, fique tranquilo, pois a rodoviária da cidade fica no Centro, então tem várias linhas de ônibus por ali. Caso vá de avião, você pode pegar um ônibus de linha (que custa R$3,30) que passa a cada meia hora. Se estiver com pressa e mais dinheiro, pegue um ônibus executivo por R$13. Essa linha tem mais opções de horário e os ônibus contam com wifi e ar condicionado. Para saber horários e paradas, consulte: http://www.aeroportoexecutivo.com.br/

Transporte em Curitiba

curi3 menorCuritiba possui ótimas soluções urbanas – é fácil se locomover pela cidade e o turista a todo momento obtém informações sobre os lugares e sobre as melhores rotas. Há ainda os ônibus de turismo de dois andares, que passam por mais de 20 atrações turísticas da cidade, em 2h30 de percurso. O ingresso custa R$ 27 dá direito a quatro reembarques. Saídas a cada 30 minutos da Praça Tiradentes.

Para quem não quer gastar com esse ônibus, a cidade pode ser facilmente percorrida por ônibus de linha. Os pontos de ônibus são fechados, o que aumenta segurança e fica fácil chegar às atrações, pois as paradas têm pontos de referência.

Curitiba também é referência para quem gosta dos free walking tours. O passeios acontecem de manhã pelo centro da cidade com um guia especializado. Você não paga nada por isso e não precisa reservar, só contribui com o valor que achar que valeu. Para saber mais sobre o tour de Curitiba acesse: http://www.curitibafreewalking.com.br/ Para saber o que é free walking tour: http://www.tripness.net/o-que-sao-free-walking-tours/

Sendo uma cidade tão moderna, Curitiba continua inovando e conta com tours feitos de bicicleta. Isso mesmo, você pode pedalar, conhecer pessoas e lugares com a ajuda de um guia que te auxilia e leva nos melhores cafés e bares da região em que estiverem. Para conferir preços e horários dos tours acesse: http://kuritbike.com/

Hostels em Curitiba

A cidade conta com uma ótima rede hoteleira e pra quem ama hostels como nós, graffiti-art-2a
há boas opções em diversos bairros. O centro da cidade acaba concentrando mais hospedagens, mas ficar em bairros afastados também não é ruim, pois você tem um transporte de qualidade para ir a qualquer lugar. Escolha o bairro onde quer ficar e pesquise sobre os hostels indicados antes de fazer sua reserva.

Centro: Curitiba hostel, Curitiba backpackers hostel, Roma hostel

Mercês: Knock knock hostel, Mottor home,

Jardim Botânico: Curitiba casa hostel

Campo Comprido: Curitiba Eco hostel
E aí, ficou com vontade de visitar Curitiba? Conte pra gente nos comentários.

Sobre Beatriz Lima

Beatriz Lima tem 24 anos, nasceu em Santos e é apaixonada por viagens. Com um mês de idade foi levada pra primeira e desde então já viajou pra mais de cem cidades no Brasil e no mundo e agora quer ajudar outras pessoas a conhecerem o mundo. Formada em Letras, dá aulas de inglês e gosta de ler, escrever, sair e conhecer pessoas.

2 Comentários

  1. O Post veio na hora certa pra mim. Estou indo conhecer Curitiba daqui um mês e quero me abastecer de informações.

  2. Oi, o nome do maior parque de Curitiba é Parque Barigui e não Birigui, como foi descrito aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *