Home » Europa » Caçando a aurora boreal – Dicas de viagem para a Noruega

Caçando a aurora boreal – Dicas de viagem para a Noruega

Demorei mais do que planejei para continuar meu relato sobre a Noruega (o primeiro você pode ler aqui), mas o dia chegou!

Resolvi começar por Tromsø, a cidade mais ao norte que conheci. Escolhemos essa cidade pra ver a aurora boreal depois de muita pesquisa, já que ela está em uma área bem favorável dentro do círculo polar, mas com temperaturas mais amenas por ser na costa. Eu e Michel saímos de Trondheim numa sexta em um voo da SAS e voltamos no domingo. O voo dura em torno de duas horas, pois faz algumas paradas no caminho. Um dos problemas de viajar para o norte no meio do inverno são as tempestades de neve, que no nosso caso atrasaram o voo em aproximadamente 1h. Chegamos em Tromsø por volta de 23h e tomamos o ônibus para o centro (100 kr o bilhete de ida e volta, ou tur og retur). Se fosse mais cedo, era possível fazer esse caminho andando, pois a cidade é pequena e muito agradável, mesmo com toda a neve.

Vista da janela do quarto.
Vista da janela do quarto.
Chegada em meio à neve.
Chegada em meio à neve.

Deixamos nossas coisas no hotel e fomos direto para a avenida principal. Para nossa surpresa, enquanto olhávamos uma vitrine de sapatos, dois noruegueses começaram a conversar com a gente. Cerca de 20 minutos depois, nos vimos parados na esquina em um grupo de cerca de dez pessoas, incluindo um cara de Massachusetts. O grupo dispersou e fomos com os dois noruegueses para um bar (Compagniet Restauration, Sjøgata 12).

Para nossa surpresa o bar ficava aberto até 03:30, o que é raro na Noruega, onde a maioria dos bares fecha as 2h. Ficamos até o bar fechar, mas tínhamos um pequeno problema. Um dos noruegueses (de Oslo) se perdeu do amigo que morava em Tromsø, e não conseguia falar com o amigo e nem sabia onde ele morava. Moral da história: acabamos levando ele pra dormir no hotel com a gente.

Trenó de cachorros

No dia seguinte acordamos cedo para ir até o Tromsø Villmarkssenter, e nosso amigo norueguês saiu sem se despedir. O passeio começa na porta do hotel Radisson, onde o ônibus busca os turistas. A viagem dura cerca de 25 min. Chegando lá, são fornecidas roupas e botas especiais para o dog sledding.

Passeio de dog sled.
Passeio de dog sled.
Antes do passeio, fizemos amizade com os cães.
Antes do passeio, fizemos amizade com os cães.

O passeio pode ser feito individualmente ou em duplas, e eles permitem que você guie seu próprio trenó (opção que não escolhemos, já que nenhum de nós tem boa coordenação). Na hora do passeio propriamente dito, existe um pouco de claridade, então é possível apreciar a paisagem. É feito um circuito fechado com algumas paradas para fotos.

Recomendo fortemente o uso de boas luvas, touca e cachecol. Na volta do passeio, o guia explica sobre a criação de cachorros para provas de longa distância e os visitantes podem brincar um pouco com os animais. No fim, é servido um almoço típico da região: sopa de rena, pão e bolo de chocolate de sobremesa.

Cozido de rena e chá!
Cozido de rena e chá!
Brincando com os atletas.
Brincando com os atletas.
Cabana onde é servido o almoço no Tromsø Villmarkssenter.
Cabana onde é servido o almoço no Tromsø Villmarkssenter.

Caçando as luzes

De volta à cidade, era hora de pegar outro ônibus, dessa vez para caçar a aurora boreal. Enquanto esperávamos o ônibus chegar, uma surpresa: conseguimos ver as luzes verdes no céu na cidade, acima das montanhas. Para aqueles que não sabem, a aurora boreal é mais facilmente visível longe das luzes da cidade, e quanto mais ao norte, maiores as chances de você encontrá-la.

O guia do passeio segue a previsão do tempo, realmente “caçando” o melhor lugar para ver as luzes. Conseguimos ver em três paradas, sendo a última já na fronteira com a Finlândia.

Exemplo de foto tirada com câmera compacta de 12 mpx.
Exemplo de foto tirada com câmera compacta de 12 mpx.

Se você está planejando ver a aurora, tenho algumas recomendações. A primeira delas é: conheça sua câmera! Se você quiser registrar o momento, é importantíssimo conhecer todas as configurações da sua câmera. Você pode procurar na internet as recomendações para este tipo de fotografia, mas de qualquer maneira o guia vai te informar os valores de ISO, abertura, etc. que você deve usar, mas é você quem deve ajustar tudo.

Saiba que mesmo ajustando tudo como se deve, algumas fotos podem ficar tremidas, pois o frio não ajuda muito. Tripés ou disparadores remotos para aqueles que possuem câmeras profissionais são muito recomendados. Se você não tem uma boa câmera e mesmo assim quiser um registro mais profissional, você também pode pagar por uma foto ou escolher um passeio que inclua um registro profissional.

A segunda recomendação é: prepare-se para o frio. Como expliquei no post anterior, quanto mais para o interior do continente, maior o frio e o vento. O ônibus é aquecido, então você pode entrar para se aquecer quando quiser. Mas, para não perder nenhum momento, recomendo calça e camiseta térmicas (além de casaco corta vento e blusas intermediárias, tipo fleece), boas meias térmicas (compre-as lá, as opções são muitas), botas impermeáveis, boas luvas, cachecol e touca/protetores de ouvido.

aurora3

Por fim, o mais importante é: fique atento ao céu. Por mais que registrar seja legal, nenhuma foto ou vídeo consegue traduzir essa experiência, portanto perca mais tempo observando do que fotografando. Você vai ouvir muitos “ohhhh”, “look there” e “woowww” do seu grupo, eu garanto.

Vista da igreja de cima da ponte.
Vista da igreja de cima da ponte.

Na volta do tour, resolvemos atravessar a ilha a pé para chegar ao Burger King mais ao norte do mundo (Huldervegen 6). No nosso último dia na cidade, atravessamos a ponte até a igreja da cidade e visitamos o museu Polaria, onde é possível ver diversos animais, além de filmes sobre a aurora e outras belezas da região.

Museu Polaria.
Museu Polaria.
Show das focas no Polaria.
Show das focas no Polaria.

Animou? Então segue a lista de lugares e preços dos passeios.

(Lembrando a conversão aproximada: 1,00 EUR = 8 NOK / 1,00 BRL = 2,3 NOK )

Passagens aéreas:

Ida e volta SAS (Trondheim – Tromsø), 1748,00 NOK

Hospedagem:

ABC Hotell Nord, 690,00 NOK a diária em quarto duplo (sem café da manhã, 95,00 NOK por pessoa)

Parkgata 4, 9008 Tromsø

Dog sledding:

Tromsø Villmarkssenter, 1490,00 NOK por pessoa (4h de passeio, inclui roupas e almoço)

Straumsvegen 601, 9105 Kvaløysletta
 

Aurora boreal:

Tromsø Safari, 1250,00 NOK por pessoa (passeio The Northern Lights Bus, duração 5-6h)

Obs.: Nem sempre é possível ver a aurora, portanto a maioria das companhias dá desconto no segundo passeio caso você não consiga ver no primeiro.

Museu Polaria:

120,00 NOK por pessoa (adulto)

Hjalmar Johansens gate 12, 9296 Tromsø

Sobre Camila Viana

Começou a falar com seis meses de idade e não parou mais. Escolheu a geologia como profissão por não ser muito boa com pessoas e hoje, já mestra, ama falar sobre pedras enquanto viaja por aí. Meio maluca – de e por natureza – descobriu recentemente que a maioria das pessoas a definem como “muito animada”. Curiosa, quer ser doutora e, claro, viajar mais um pouco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *